3 Marcas Famosas Com Problema De Registro

Já imaginou como seria criar uma marca, com nome logo, redes sociais, site, fachada e todos os materiais de papelaria. Sonhar com isso, investir seu esforço, tempo e dinheiro na divulgação e quando ela estiver estabelecida, descobrir que a sua marca já tem dono? Isso porque você fez tudo, mas esqueceu de um detalhe importantíssimo: registrar a marca nos órgãos oficiais!

Talvez você pense, que registrar uma marca seja algo bem comum para quem está começando, mas acredite. Muitas pessoas deixam essa etapa por último é aí, que perdem muito dinheiro.

Isso soa familiar? Pode parecer loucura, mas não acontece só com empreendedores! Listamos abaixo algumas marcas famosas que também enfrentaram problemas por falta de registro.

1 – Johnnie Walker – João Andante

Você se lembra desse caso? Em 2011, a Johnnie Walker, maior fabricante de bebidas destilados no mundo, entrou com um processo contra a fabricante de cachaças mineira, João Andante. Na alegação a empresa afirma que a marca mineira, estaria plagiando ao traduzir a palavra “Walker” e mantendo no rótulo a imagem de um homem andando, assim como no whisky.

Resultado: a marca João Andante perdeu seu registro junto ao INPI e foi obrigada a mudar o nome para “O Andante”.

2 – Roberto Carlos x Roberto Carlos corretor de Imóveis

Nem tudo são flores na vida do Rei! Em 2015, a Editora Musical Amigos Ltda, de propriedade do cantor Roberto Carlos, entrou com um processo contra um corretor de imóveis.

Tudo isso porque, o corretor de Vila Velha que também se chamava Roberto Carlos, usava seu nome para fins comercias. De acordo com a empresa do Rei ele estaria usando de forma indevida seu nome como nome fantasia.

Resultado: O Rei perdeu a batalha judicial. Para o magistrado do caso, o corretor não tinha culpa de ambos serem homônimos e estaria apenas utilizando seu nome civil para fins comerciais.

3 – IPhone e seu registro no mundo

Talvez você não saiba, mas o registro de marca vale por território, ou seja, é válido apenas para o país em que foi solicitado.

Em 2007, quando a empresa lançou seu smartphone o pedido da marca “Iphone” já havia sido solicitado pela marca brasileira Gradiente. Em 2008 o registro foi cedido oficialmente a Gradiente, impossibilitando a Apple de usar o termo comercialmente aqui.

Resultado: O processo ainda corre na justiça. Mesmo assim, têm sido favoráveis a marca americana. Em todo caso, se a decisão final for favorável a Gradiente, a gigante américa terá grandes prejuízos.

Quais os perigos de não registrar uma marca?

Já falamos sobre alguns deles acima, mas vale ressaltar que um dos principais perigos de não a sua registrar uma marca é alguém fazer isso antes de você! Se isso acontecer, a única coisa a ser feita será aceitar, ou tentar uma batalha judicial como o caso da Apple.

Outro grande problema é você usar uma marca que já é registrada. Além de divulgar uma marca que não é sua, sua você também corre o risco de sofrer processos judiciais. Como no caso da João Andante.

Para facilitar, a forma mais fácil de proteger a sua marca e registrar! Chegou a hora!

Se você acredita na sua empresa, já encontrou o nome ideal, tem uma empresa de registros com quem pode contar. Fale com a Cidwan, ligue: (34) 3291-7400 / WhatsApp: (34) 9 8845-0529 ou acompanhe nossas redes sociais @cidwanudi.

Deixe uma resposta